Dom Pedro II

Acompanhe nosso querido Imperador Dom Pedro II e sua Imperial família pelas páginas deste interessantíssimo blog. Nos passos do Imperador leva o leitor para um passeio na história!

Nos passos do Imperador

nospassosdoimperador.wordpress.com

http://nospassosdoimperador.wordpress.com/page/3/

Acompanhe as descobertas sobre as viagens de d. Pedro II pelo Vale do Paraíba.
Please follow and like us:
error

PORTUGAL RUMO À SUA LENTA EXTINÇÃO (DEMOGRAFIA)

 

Por PATRÍCIA CAMPOS MELLO

ENVIADA ESPECIAL A LISBOA

Portugal vive a crise demográfica mais grave de sua história. O país pode perder 1 milhão de habitantes em 10 a 20 anos –quase 10% de sua população de 10,6 milhões.

 

É catastrófico”, diz João Peixoto, professor da Universidade de Lisboa. “A crise demográfica em Portugal é muito grave, porque junta motivos estruturais, como a queda da taxa de fecundidade, e conjunturais, as emigrações por causa da crise.”

 

Cerca de 100 mil portugueses emigram por ano desde 2010, segundo o governo.

 

São os mais qualificados e mais jovens que deixam o país. Gente como o economista Alexandre Abreu, 34, que vai trabalhar em Timor Leste por dois anos.

 

Ele fez faculdade e mestrado na Universidade de Lisboa e doutorado na Universidade de Londres, estudando migrações e a crise do euro. Grande parte dos seus estudos foi custeada por bolsas do governo português.

 

 

Há dois anos voltou da Inglaterra, mas não consegue emprego fixo em Portugal, porque as vagas foram congeladas no plano de austeridade. Com contrato de meio período, ganhava € 1.000 por mês (cerca de R$ 3.000).

 

“Tentei ficar, mas, com esse contexto de crise, não consegui. Fomos subsidiados pelo governo para atingir essa formação avançada e agora não há empregos aqui.”

 

O declínio da natalidade é antigo na Europa, mas era parcialmente compensado pelos imigrantes, que têm número maior de filhos.

 

Portugal teve queda forte na taxa de fecundidade, hoje em 1,28 filho por mulher. E a crise demográfica do país é mais grave que a de outras nações europeias porque se alia à onda de emigração de mão de obra qualificada.

 

“A crise agravou a queda de fecundidade, porque, quanto maior a instabilidade na vida profissional, menor a vontade de ter filhos”, diz o demógrafo Jorge Malheiros, da Universidade de Lisboa.

 

Os nascimentos vêm caindo. Foram 96.856 em 2011, 89.841 em 2012 e a estimativa para este ano é de 80 mil.

 

Segundo o Instituto Nacional de Estatísticas, o número de mortes em Portugal foi 11.868 superior ao de nascimentos entre janeiro e abril deste ano. Associado às emigrações, o país encolhe a taxas aceleradas.

 

“Só não emigram mais portugueses porque outros países também estão em crise”, diz o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário.

 

A maioria emigra para outros países da Europa, aproveitando-se do espaço Schengen. França, Reino Unido, Luxemburgo e Alemanha são os principais destinos.

Em 2012, calcula-se que Angola tenha recebido 30 mil portugueses, Moçambique, 5.000, e o Brasil, 2.171.

 

Além de Portugal, também Bulgária, Estônia, Letônia, Lituânia, Hungria e Romênia encolheram em 2011.

 

“A longo prazo, nenhum país consegue ter crescimento econômico forte com regressão demográfica; um país que perde população não tem dinamismo”, diz Jorge Malheiros.

 

Segundo dados do Eurostat, Portugal tem a quarta maior porcentagem de população com 65 anos ou mais da UE “”19,4%. Perde apenas para Alemanha, Itália e Grécia.

 

“E os jovens são mais capazes de assumir riscos, de empreender, então, ao se perderem jovens, perde-se capacidade de inovação no país”, diz o demógrafo.

 

Homem usa megafone durante protesto contra o governo português em Lisboa, em julho

“A mobilidade de quadros é positiva, desde que eles voltem. Hoje não temos forma de atraí-los de volta”, acrescenta José Cesário.

 

A taxa de desemprego de Portugal foi de 17,4% em junho. Mas entre os jovens (abaixo dos 25 anos) é bem mais grave –está em 41%.

 

“Portugal sempre foi um país de emigrantes –emigrar não dói, não aleija, e todos têm um emigrante na família”, diz João Vasconcelos, diretor da Startup Lisboa, que reúne 40 empresas de alta tecnologia e estimula o empreendedorismo. “Mas agora é diferente: todos os melhores alunos, nossa elite, têm como primeira, segunda e terceira opção emigrar”.

_________________________________________________________

Apesar de iniciativas do governo, interior de Portugal passa por ‘desertificação’

A última escola primária de Felgar, aldeia em Trás-os-Montes, fechou no início deste ano. Tinham sobrado só 12 alunos. Felgar, como o resto do interior do país, vive um processo de esvaziamento.

 

A aldeia, cercada de oliveiras e amendoeiras, faz parte do município de Torre de Moncorvo, que tem 8.572 mil pessoas (Censo de 2011). Em 1960, eram 18 mil.

 

Não se veem jovens nas ruas de pedra de Felgar. São quatro idosos com mais de 65 anos para cada jovem no município.

 

Toda a família de Antonia Maria Salgado, 88, foi embora dali. “Só sobramos eu e minha prima Conceição”, diz. Conceição tem 83 anos.

 

Dois dos três filhos de Antonia morreram. Um não vive mais na aldeia. De seus netos, nenhum ficou em Felgar. Um foi para Angola e outra está na França.

 

Felgar é um retrato da chamada desertificação do interior de Portugal. No interior, o número de municípios que perdeu população aumentou de 173 (entre 1991 e 2001) para 198 entre 2001 e 2011.

 

Também aumentou o número de municípios com decréscimos populacionais superiores a 10% no interior.

 

“Teremos cada vez mais aldeias vazias; isso resulta em um país muito desequilibrado”, diz Jorge Malheiros.

 

Na onda de emigração dos anos 60 e 70, os trasmontanos foram para Lisboa, Porto, França e Alemanha. Muitos agora se aposentaram e voltaram para as aldeias. Mas seus filhos, mais qualificados que a geração anterior, estão quase todos no exterior ou em cidades grandes.

 

O governo fez iniciativas para repovoar o interior. “O turismo rural e a profissionalização da agricultura não foram suficientes para reverter o esvaziamento do interior, principalmente em algumas aldeias em Trás-os-Montes e no Alentejo”, diz o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário.

 

A jornalista PATRÍCIA CAMPOS MELLO viajou a convite da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, da Tap e do grupo Dom Pedro

 

[Ilustração: Editoria de Arte/Folhapress – foto: Patricia de Melo Moreira /AFP – fonte: www.folha.com.br]

 

__._,_.___
Atividade nos últimos dias:

O espaço Diálogo_Lusófonos tem por objetivo promover o intercâmbio de opiniões
“Se as coisas são inatingíveis… ora!/Não é motivo para não querê-las…/
Que tristes os caminhos se não fora/A mágica presença das estrelas!” Mário Quintana
______________________________
Tradução de mensagens :translate.google.pt/
.

__,_._,___
Please follow and like us:
error

nova marina ilhéu de Sta Maria Praia Cabo Verde

Projeto da Marina da Praia com capacidade mínima para 176 embarcações

Projecto da Marina da Praia com capacidade mínima para 176 embarcações

O projecto da Marina da Praia, a ser construído no Ilhéu de Santa Maria, tem uma capacidade mínima para 176 embarcações, estando o seu Estudo de Impacto Ambiental (EIA) em consulta pública até 7 de Setembro.

 

Por se enquadrar entre os projetos suscetíveis de produzirem efeitos no ambiente e sujeitos a avaliação de impacte ambiental, o EIA da Marina da Praia está disponível na Câmara Municipal da Praia e na Direção Geral do Ambiente para consulta pública e recolha de opiniões, sugestões e outros contributos do público interessado.

O promotor do projeto é Lutz Meyer-Scheel, o mesmo que, em Setembro de 2005, constituiu a Sociedade Marina Mindelo, Lda, em São Vicente junto com Kai Brossmann, possuindo ambos “uma longa experiência “em variadíssimos aspetos dos desportos aquáticos e em Turismo.

O Projeto da Marina da Praia tem duas componentes, sendo uma de infraestruturas marítimas constituídas por quebra-mar, via de acesso ao ilhéu, pontões flutuantes, zona de alagem para embarcações de recreio e a outra infraestruturas e superstruturas de apoio em terra como parque de estacionamento, vias de circulação, edifício para a administração e receção, bistrô (pequeno restaurante), edifício para hospedagem e Museu Ecológico (restauração do edifício existente).

De acordo com o EIA, a criação desta marina e a sua implementação na zona proposta vem responder ao Plano Diretor Municipal da Praia que prevê a construção deste tipo de infraestrutura portuária, sugerindo várias opções de localização entre as quais o Ilhéu de Santa Maria.

Na fase de funcionamento do empreendimento, segundo a mesma fonte, preveem-se atividades similares a outros ramos de atividades de prestação de serviços, apresentando contudo “algumas peculiaridades” como o manuseamento de combustíveis para o abastecimento de embarcações em “zonas de alto risco ambiental como são as zonas marítimas”.

Quanto a impactes potenciais a nível do meio físico, o EIA prevê a contaminação de água e do solo através de derrame acidental de hidrocarbonetos, e aumento do nível de ruído.

“Os elevados investimentos previstos no âmbito deste projeto contemplam a utilização das melhores tecnologias disponíveis e o cumprimento das normas de qualidade ambiental tanto na fase de construção como de funcionamento”, contrapõe o estudo.

Melhoria da qualidade de vida da região, aumento da disponibilidade de atendimento de embarcações, geração de empregos, melhoria na qualidade e quantidade de serviços e comércio na região, aumento do nível de segurança, agravamento de trânsito na região, melhoria das infraestruturas urbanas, aumento da demanda de estacionamento, aumento da arrecadação de tributos são outros dos impactes do projeto.

segunda, 12 agosto 2013 09:11

-- 
Chrys Chrystello, An Aussie in the Azores /Um Australiano nos Açores,
Please follow and like us:
error

ANIVERSÁRIO DE TORGA

Caros Amigos e Admiradores da obra de Miguel Torga,
Hoje, dia 12 de agosto de 2013, é de festa, de aniversário!!!
Miguel Torga faria, hoje, 106 anos.
A melhor forma de homenagear este nome da Literatura Portuguesa é continuar a divulgar os seus livros.
Como a obra de Miguel Torga continua atual, recordo que a revista “Notícias Magazine” de 21 de julho de 2013 abordava, nas suas páginas, “A Liga das Bestas”, relatando as festas domingueiras dos barrosões que passam a torreira do sol para ver os bois da cada aldeia lutarem pelo primeiro lugar no campeonato. É a glória e o fracasso transmontano explicados num combate entre bovinos. Prefere este espetáculo a um jogo de futebol.
A comprovar esta reportagem escrita, a RTP1 transmitiu, ontem, no Telejornal, uma breve passagem por imagens destas chegas de bois e a sua importância para os barrosões em tempo de verão.
Miguel Torga era um turista imparável e quando se encontrava por terras de “Aquae Flaviae” calcorreava todas as redondezas, admirando as tradições e as paisagens inigualáveis destes montes. Várias passagens diarísticas descrevem as chegas de bois dos concelhos de Montalegre e de Boticas.
Transcrevo duas passagens diarísticas de Miguel Torga que mostram como a obra do Escritor continua atual.
Montalegre:
Montalegre, 28 de Junho de 1956 – Feira do prémio. As elegâncias bovinas da região num concurso de beleza. Mas coisa a sério! (…) Torci quando pude por um bezerra ruiva (…) fiz de jarrão à mesa do júri, apertei a mão aos donos das beldades eleitas, e, no fim, quando esperava ver coroada com uma chega de toiros a minha abnegação pecuária, arma-se tamanho sarilho entre as duas povoações donas das bisarmas à altura da façanha, que parecia o fim do mundo. (…) Nas barbas da autoridade, dispensou galhardamente os actores contratados e, em vez duma turra de bois, ofereceu-me o espectáculo mais sensacional de uma turra de gente. Com esta vantagem para mim: metido também na dança. (…) ” Diário VIII
Boticas:
Carvalhelhos, 3 de Setembro de 1989 – Horas e horas de correria por este Barroso a cabo, num Domingo de romarias, na mira de assistir mais uma vez a uma chega de toiros. Mas não fui feliz. Em todas as aldeias visitadas, o grande acontecimento tinha já acontecido. Restavam dele apenas o doce sabor do triunfo ou o amargo da derrota. Na pega ribatejana, outra expressão da nossa virilidade e vitalidade, é o pegador que está em causa ao saltar da arena. Aqui, é a povoação inteira que se revê na luta entre o seu boi e o boi rival. E o desfecho do combate diz respeito a todos. Por isso, se vence, o deus testicular é festejado até ao delírio, se franqueja e se rende, é amaldiçoado até às lágrimas. (…) Diário XV
Boas leituras.
Um Abraço,
Maria da Assunção Anes Morais
(Chaves)
 
Please follow and like us:
error

jovem medalhado nas olimpíadas…

 

David Martins conquista medalha de bronze nas Olimpíadas da Matemática

www.imprensaregional.com.pt

http://www.imprensaregional.com.pt/jornal_terra_quente/pagina/edicao/141/2/noticia/2234#.UgjnUGrPUIc.facebook

O mirandelense David Martins, aluno da Escola Secundária, trouxe para casa mais uma medalha, desta vez de bronze, contribuindo assim para a melhor classificação de sempre de Portugal nas Olimpíadas Internacionais da Matemática, que decorreram na Colômbia.
Like ·  · Share · about an hour ago · 
Please follow and like us:
error

timor lorosae notícias 12/8/13

TIMOR LOROSAE NAÇÃO – diário


BRASIL VENCEU III OLIMPÍADA DE MATEMÁTICA DA CPLP

Posted: 11 Aug 2013 02:39 PM PDT

LAS – MLL – Lusa
Maputo, 11 ago (Lusa) – O Brasil venceu a III Olimpíada de Matemática da CPLP, realizada em Maputo, obtendo uma medalha de ouro e três de prata, numa competição em que participaram ainda alunos de Portugal, Moçambique e de São Tomé e Príncipe.
Portugal, com uma medalha de ouro, uma de prata e duas de bronze, classificou-se em segundo lugar, seguido de Moçambique, com três medalhas de bronze.
São Tomé e Príncipe, o outro participante, não conquistou qualquer medalha.
Falando sobre a não comparência dos outros países lusófonos, Ivaldo Quincardete, director moçambicano do Ensino Secundário Geral, disse que Angola e Cabo Verde não justificaram a sua ausência, enquanto Guiné-Bissau e Timor-Leste alegaram a situação política atual que se vive naqueles países.
O evento é uma iniciativa que envolve a participação de jovens estudantes, de até 18 anos, selecionados exclusivamente através da sua competência na disciplina de matemática.
“Depois de uma semana de intensas competições em que usaram como instrumentos o vosso saber, a vossa inteligência, a criatividade e imaginação chegamos hoje ao fim da Terceira Edição da Olimpíada da CPLP”, disse Quincardete.
Dezasseis alunos de países lusófonos participaram esta semana, em Maputo, nas III Olimpíadas de Matemática da CPLP, destinadas a promover o gosto pela disciplina e a desmistificar a ideia de que a Matemática é um “quebra-cabeças”.
Os 16 alunos, menores de 18 anos e a frequentarem entre o 10.º e o 12.º anos, foram submetidos a provas de Matemática, na quarta e na quinta-feira, com vista a apurar-se a classificação final para alunos e países e a premiar os melhores com medalhas.
EXCESSO DE CIDADES NOVAS VAZIAS PREOCUPA GOVERNO CHINÊS

Posted: 11 Aug 2013 02:33 PM PDT

VP – MLL – Lusa
Pequim, 10 ago (Lusa) – Muitas províncias chinesas têm construído bairros inteiros ou cidades que estão praticamente vazias, “por falta de planeamento” face ao ‘boom’ do mercado imobiliário chinês, advertiu hoje um responsável pelo urbanismo no Governo chinês, citado pela agência oficial de notícias Xinhua.
Segundo Runling Qiao, vice-diretor do Centro de Desenvolvimento Urbano da China, “quase cada localidade de tamanho médio ou grande tem planos para construir”, na periferia, apostando numa urbanização rápida para estimular o crescimento económico.
Em muitos casos, as novas plantas das cidades são ainda maiores que as dos municípios que as promoveram e, por vezes, estão quase ou completamente vazias, disse Runling Qiao, cuja instituição que dirige depende do equivalente a um ministério de economia.
“A China tem atualmente um excesso de oferta de cidades”, disse aquele responsável no fórum de desenvolvimento urbano realizado na província oriental de Jiangxi, dando como exemplo o caso de Kangbashi, uma cidade do norte da China, na Mongólia interior, projetada para acomodar 1,5 milhões de pessoas mas que atraiu somente dezenas de milhar de compradores, apesar de ter parques faraónicos, teatros e museus.
Estatísticas oficiais revelam que a terra urbanizada na China aumentou 83,41% entre 2000 e 2010, enquanto a população urbana cresceu apenas 45,12 por cento nesse período.
O Governo central chinês está preocupado com a gestão económica de muitos conselhos locais, fortemente endividados, e, recentemente, anunciou uma auditoria à dívida do Estado, que começou no dia 01 de agosto.
APÓS 31 MORTES, METRÔ SE TORNA REFÚGIO CONTRA ONDA DE CALOR NA CHINA

Posted: 11 Aug 2013 02:28 PM PDT

Terra – Efe
Centenas de pessoas em Xangai, cidade que vive a pior onda de calor em 140 anos, o que causou a morte de 31 pessoas na região, estabeleceram residência temporária no interior do metrô, onde o ar condicionado lhes permite esquecer as temperaturas de mais de 40 graus vividas do lado de fora
Segundo o jornal Oriental Morning Post, em apenas uma estação, a de Xingzhong, na linha 9, foi possível contar até 400 pessoas que passam grande parte do dia sentadas nos corredores de acesso à plataforma.
Sentadas em papelões e esteiras, as pessoas que optaram por essa solução são em sua maioria trabalhadores que passam no local seus horários de descanso para comer ou pessoas de baixa renda que não tenham ar condicionado em suas casas, de acordo com o portal Shanghaiist.
“Muitos vêm para aproveitar as baixas temperaturas, e, para manter a ordem, não faremos nada para impedi-los”, disse um porta-voz do metrô, quem ressaltou que só pede aos novos “moradores” que não fumem, comam ou joguem cartas no local.
Xangai não é a primeira cidade chinesa a recorrer ao subsolo para fugir do calor. Na vizinha Nankín, uma das localidades mais quentes do país, em todos os verões são abertos ao público os antigos refúgios nucleares construídos nos tempos da Guerra Fria por serem locais mais frescos.
Desde julho, o leste da China não teve temperaturas menores que 35 graus, e em uma cidade da região os termômetros chegaram a marcar 43 graus, o verão mais quente já registrado na região em 140 anos de medição.
Dez pessoas morreram em Xangai, 15 na vizinha província de Zhejiang e seis em outras divisões administrativas por causa da onda de calor, um número que é de três a quatro vezes maior que a de outros anos.
JAPÃO TEM ONDA DE CALOR E TEMPERATURAS MAIS ALTAS DOS ÚLTIMOS 6 ANOS

Posted: 11 Aug 2013 02:24 PM PDT

Terra – Efe

Uma forte onda de calor no Japão elevou as temperaturas para mais de 40°C neste sábado em vários pontos do país, as maiores registradas nos últimos seis anos, informou a Agência Japonesa de Meteorologia. Os termômetros chegaram a apontar marca a máxima de 40,7°C nas prefeituras de Kochi e Yamanashi, no oeste e no centro do país, enquanto em 290 pontos de observação situados por todo o arquipélago superaram os 35°C.
A máxima de hoje se situou muito perto da máxima histórica, marcada em 16 de agosto de 2007 na região de Saitama, ao norte de Tóquio, quando foram registrados 40,9°C. Em Tóquio, a temperatura ultrapassou os 37°C, enquanto a oeste da capital, na prefeitura de Yamanashi, chegou-se a 40,5°C.
O forte calor, que segundo os especialistas se deve à finalização antes do previsto da temporada de chuvas, fez com que tanto as redes de televisão quanto os jornais e inclusive os megafones das ruas advertissem a população sobre a necessidade de hidratação. Eles aconselham que as pessoas bebam 1,5 litro de água por dia e evitem sair à rua nos horários de maior temperatura.
Durante o mês de julho, quase 24 mil pessoas tiveram que ser hospitalizadas no Japão devido ao calor. Delas, 27 morreram, segundo dados da Agência Japonesa de Gestão de Incêndios e Desastres. Dos mortos, 48,2% foram idosos, enquanto as pessoas com idade entre 7 e 17 anos são 14,1%.
Do total de atendidos em julho, 644 chegaram em estado grave e tiveram que permanecer mais de três semanas no hospital, enquanto 8.093 puderam sair antes desse período. O dado representa o recorde histórico durante esse mês no país e a é o segundo maior número de hospitalizados devido ao calor. Em agosto de 2010, o número foi de 28.448 casos.
Por outro lado, na prefeitura de Akita (noroeste do país), as fortes chuvas causaram a morte de pelo menos três pessoas, enquanto outras duas permanecem desaparecidas após suas casas terem sido arrasadas pela água e a lama. Na área, que hoje permanece em alerta vermelho, caiu durante o dia de ontem até 270 milímetros de água, com momentos de até 88 milímetros por hora, o que gerou as graves enchentes.
Foto: AFP
EVACUATIONS UNDERWAY AFTER INDONESIA VOLCANO ERUPTION

Posted: 11 Aug 2013 04:16 AM PDT

Radio Australia – 11 August 2013
Indonesian rescuers are seeking to evacuate thousands from an island where a volcanic eruption on Saturday killed six people.
Indonesian rescuers are seeking to evacuate thousands from an island where a volcanic eruption on Saturday killed six people.
Mount Rokatenda, on tiny Palue island in East Nusa Tenggara province, has been sending large clouds of red-hot ash up to 600 metres into the air.
“The activity…remains high and at dangerous levels. There are no signs it will stop erupting any time soon,” Surono, an official from the state vulcanology agency, said.
The volcano threw rocks and ash 2,000 metres into the sky and sent torrents of molten lava onto a beach, killing three adults and three children as they slept.
Activity had been increasing at Rokatenda, one of numerous active volcanoes in the vast Indonesian archipelago, since October and there had been a series of small eruptions before Saturday.
A rescue team is struggling to evacuate some 2,000 people inside a three-kilometre exclusion zone. A group of “traumatised” inhabitants have already left the island.
Team member Bakri Kari said rescue efforts were difficult as roads were blocked by ash and people were reluctant to leave their homes.
“It was tough trudging through hot ground covered in ash that was 10 to 20 centimetres thick,” he said.
“Everything was burnt by the lava.
“People were scared and many were crying. They wanted to get away from the volcano but at the same time they were reluctant to leave their livestock and homes.”
Rescuers have recovered the bodies of the adults killed on the beach but the children are yet to be found, he said.
About 2,000 people had already been evacuated to Flores before Saturday’s eruption, leaving around 8,000 people still on the island.
Indonesia has dozens of active volcanoes and straddles major tectonic fault lines known as the “Ring of Fire” between the Pacific and Indian oceans.
The country’s most active volcano, Mount Merapi in central Java, killed more than 350 people in a series of violent eruptions in 2010.
Photo: Mount Rokatenda sent fast-moving ash onto a nearby beach, leaving three adults and three children dead. (Credit: AFP)
AFP
HORRIFYING TALES OF CHINA’S CHILD ABDUCTION – with video

Posted: 11 Aug 2013 03:56 AM PDT

Harry Fawcett – Al Jazeera
Parents complain of police indifference to their missing children reports and sometimes accuse officers of complicity.
It’s the cynicism and the cruelty at the heart of this story that has made its unravelling so compelling – even for a country all too used to horrifying tales of child abduction and trafficking.
As head obstetrician at Fuping County maternity hospital, in Shaanxi province, Zhang Suxia held a position of utmost trust.
New parents, often of first and only children, looked to her for guidance and medical expertise.
Instead Zhang, 56, is alleged systematically to have stolen and sold newborn babies in a string of crimes stretching back eight years.
Her method is now becoming clear, repeated in accounts by family after family. Fifty-five couples have now come forward with similar allegations.
Zhang would tell parents that their newborns suffered from congenital deformities, perhaps on the verge of death, that medical care would be ruinously expensive. For a small fee, 15 dollars or so, she could arrange for them to be taken away, or their bodies disposed of.
In fact, these children were perfectly healthy. The real money was to be made by smuggling them out of the hospital and selling them to child traffickers.
We spent Saturday in Xue Zhen village, waiting for two such children to be returned home.
The twin daughters, born on May 31 to Qi Kuenfeng and Wang Yanyan, had been separated.
One of them was bought for $7,500 by a woman in Shandong province who had been told she had been given up by a young unmarried mother
Choreographed moment
In the event, seemingly unsettled by the media presence, local officials announced that the reunion would instead take place in the county hospital, next door to the building from which the babies had been stolen.
The parents were brought into a crowded, noisy room, with an official shouting instructions.
Mrs Wang clung to her husband, barely able to stand as what should have been a deeply personal moment was chaotically choreographed for the cameras. Not a proud moment for any of us in that room.
But then the tiny girls were brought in by police, and handed to the couple. Both seemed to draw strength from embracing their daughters.
Two little lives that – from their first moments had been nothing but commodities to be traded – now back with their mother and father.
What would Mr Qi tell them when they were older, we asked.
“I never want them to know of this,” he replied. “I’m afraid such memories would cast a dark shadow over their lives.”
‘I feel shame’
Dr Zhang was exposed by Mr Qi’s village neighbour, Lai Guofeng. His wife Dong Shanshan gave birth to a son in July.
The obstetrician told the couple that the boy was severely deformed as a result of his mother’s syphilis and hepatitis.
In the following days, the family grew suspicious.
Mrs Dong was tested at another hospital and found to be negative for both diseases. They demanded action.
When Mr Lai threatened to jump to his death from a rooftop, police and officials began to investigate in earnest.
Their son was found and returned. But with so many other alleged cases stretching years into the past, these two reunions will be rarities.
And it’s no coincidence that the two families live doors apart in the same village.
In a still more cynical twist, it’s emerging that Dr Zhang targeted parents that she and her family had had long associations with.
People were more likely to trust her, to believe that she was acting in their interests.
Public crackdown
There are no official statistics for child abduction in China. The best estimates run into the tens of thousands every year.
National government has been engaged in a public crackdown since 2009, and thousands of children have been rescued in televised raids.
But many more parents complain at best of police indifference to their missing children reports.
At worst of complicity among corrupt local officials.
For Qi Kuenfeng and Wang Yanyan, at least, there is a second chance to raise their daughters.
We suggested they would be proud of their parents, for fighting so hard to win them back.
But it’s the day he was convinced to give them up that still plays on Mr Qi’s mind.
“No. I feel shame,” he said. “I feel shame.”
Harry Fawcett is Al Jazeera’s Seoul correspondent
FIGHTERS BLAMED FOR YEMENI TROOP DEATHS

Posted: 11 Aug 2013 03:41 AM PDT

Al Jazeera

Raid by suspected al-Qaeda members kills five soldiers guarding gas terminal amid escalating campaign of drone strikes.
Suspected al-Qaeda fighters have killed five Yemeni soldiers in their sleep in southern Yemen, according to local officials.
An official talking to Reuters news agency said that the soldiers were killed early on Sunday in an attack on forces guarding the country’s only liquefied natural gas (LNG) export terminal in Balhaf.
“The attackers arrived in a car at the army checkpoint near the Balhaf terminal. They opened fire with automatic weapons, killing five soldiers before fleeing,” a separate military source told AFP news agency, refering to “al-Qaeda elements” as the perpetrators of the attack.
The attack follows an escalating campaign of drone strikes by the US over the past two weeks after a worldwide travel warning that forced the US to close its embassy in Sanaa, Yemen’s capital, and evacuate some staff.
A drone attack in Yemen’s southern Lahij province destroyed a vehicle travelling on a mountain road and killed the two suspected al-Qaeda members inside it on Saturday, according to local officials and residents.
The attack was the fourth of its kind in the last three days that killed 15 people in total.
Yemen said on Wednesday thatit had foiled a plot by al-Qaeda to seize the port of Mukalla, the capital of Hadramawt province and a major oil and natural gas export hub.
The US closed has closed some most of its embassies and consulates in the Middle East and North Africa since August 4 after reported intelligence intercepts from al-Qaeda suggested an attack is imminent.
The US administration has said it would reopen 18 embassies and consulates except for its Yemen mission, which will remain closed.
Yemen is one of a handful of countries where Washington acknowledges using drones, but it does not publicly comment on drone attacks.
Source: Agencies
AUSTRALIAN LEADERSHIP HOPEFULS HOLD DEBATE

Posted: 11 Aug 2013 04:03 AM PDT

Immigration and economy figure prominently as Prime Minister Rudd goes head to head with conservative challenger
Kevin Rudd, Australian prime minister, is being put under pressure on immigration and the economy in the first debate of the country’s election campaign.
Rudd, who retook the Australian Labor Party leadership in late June, has repeatedly said he is the underdog in the September 7 national poll against Tony Abbott, the conservative opposition leader.
The pair are holding an hour-long televised debate in the national capital Canberra after a full week of campaigning which has seen them crisscross the country seeking votes.
The latest Galaxy poll, published in Australia’s Sunday Telegraph newspaper, showed that while it remained a tight race, Labor’s primary vote fell from 40 to 38 percent while Abbott’s Liberal/National coalition rose from 44 to 45 percent.
In a two-party race between Labor and the conservative coalition, the government was trailing 49 percent to 51 percent, according to the poll of 1,002 voters taken at the end of last week.
“This election is very close,” Chris Bowen, the treasurer, told the Australian Broadcasting Corporation.
“It’s very tight, we’re the underdogs. But this election will be decided on the big picture.”
Al Jazeera’s Andrew Thomas, reporting from Christmas Island where there is a detention centre for migrants, said immigration would be a hot-button issue after Abbot accused Rudd of being unable to protect the country’s borders.
“Kevin Rudd has announced a policy as tough as his political opponent’s, sending refugees to rudimentary camps in Papua New Guinea or Nauru,” our correspondent said.
“Telling would-be asylum seekers that they’ll never end up in Australia is supposed to dissuade them from getting on boats. But the tough border protection message is also for Australian voters.”
He said that though some voters are appalled by the policy and are holding weekly pro-refugee rallies in an attempt to promote the humanitarian case, only the small Greens party is putting refugee rights centre stage.
As well as immigration, the economy will feature as a decade-long resources boom is beginning to unwind, with the central bank this week scaling back its near-term forecasts for economic growth.
“That’s the other big issue here in Australia,” Al Jazeera’s Thomas said.
“The economy seemed to be doing well by international standards but has dipped recently. That, too, will be top of the agenda.”
Abbott, who earlier on Sunday took part in a 14km fun run from Sydney’s Hyde Park to Bondi Beach, said he was ready for the debate at the National Press Club.
“I’m looking forward to it because it’s both of our chances to present directly to the Australian people what are our positive plans for the future,” he told the country’s Nine Network television.
Source: Al Jazeera and agencies
You are
Please follow and like us:
error

em defesa da Linha do Tua , linha do Corgo etc

um dos mais ricos patrimónios naturais de Portugal tem sido vítima da incapacidade política de defender  valores imortais como o vale do Tua, sua linha de caminho de ferro….os filmes que adiante se indicam, foram retirados da compilação dos Colóquios da Lusofonia

http://www.lusofonias.net/cat_view/132-imagens-aicl/129-coloquios-braganca/215-rios-tua-douro-etc.html?lang=pt&limitstart=12&view=docman

 

http://www.lusofonias.net/doc_download/947-linha-do-tua.html

http://www.lusofonias.net/doc_download/1682-linha-do-corgo.html

http://www.lusofonias.net/doc_download/1440-tua-5-linhas.html

http://www.lusofonias.net/doc_download/1439-requiem-pelo-tua.html

http://www.lusofonias.net/doc_download/1433-caminho-de-ferro-linha-do-tua.html

http://www.lusofonias.net/doc_download/1558-linha-do-tua-reportagem-sic.html

http://www.lusofonias.net/doc_download/1434-linha-do-tua-2.html

http://www.lusofonias.net/doc_download/1436-linha-do-tua-2006.html

http://www.lusofonias.net/doc_download/1437-linha-do-tua-sic.html

http://www.lusofonias.net/doc_download/1442-pare-escute-e-olhe.html

http://www.lusofonias.net/doc_download/1035-pocinho-a-barca-dalva.html

http://www.lusofonias.net/doc_download/1036-rio-douro-acima.html

 

 

 

Please follow and like us:
error