boletim FLE dez 2012

 

 

Mesmo sabendo que sem liberdade de aprender e de ensinar não existe verdadeiramente educação, existem muitos inimigos da liberdade que utilizam argumentos falaciosos com os quais tentam condicionar o futuro da escola em Portugal.

Geralmente, aproveitando-se de alguma falta de informação sobre a realidade educativa internacional, sugerem que a introdução da liberdade como alicerce principal da escola em Portugal, é uma experiência inovadora e de consequências imprevisíveis…
Mas isso não é verdade. Ao longo dos últimos anos, o Fórum para a Liberdade de Educação tem vindo a recolher e tratar informação sobre várias reformas educativas, assentes nos valores da liberdade, que têm sido implementadas em vários Países do Mundo e que, ao contrário dos que eles dizem, têm mostrado índices de sucesso que ultrapassam todas as melhores expectativas.
Porque Portugal precisa de um novo paradigma educativo; porque os Portugueses têm o direito de escolher livremente o futuro dos seus filhos; porque é importante que se saiba que é possível reformar e que outros já o fizeram com bons resultados; e porque disso depende o próprio futuro de Portugal; o FLE deixa-lhe aqui a ligação para os dossiers que preparámos com toda a informação sobre as reformas educativas de sucesso, e também as explicações de Francisco Vieira e Sousa sobre a reforma Sueca, Neo-Zelandesa e da Flórida.
FLE – Fórum para a Liberdade de Educação

www.FLE.pt

 

O FLE no Facebook

Canal FLE no Youtube

Documentos FLE

 

Aos pais pertence a prioridade do direito de escolher o género de educação a dar aos filhos

Art.º 26º da Declaração Universal dos Direitos do Homem

 

Please follow and like us:
error