os acentos e as línguas

As línguas, as com poucos acentos, as que não tem e a evolução ao longo dos séculos

Sabe-se que a língua inglesa permite acentos apenas em palavras provenientes de língua estrangeira que ela mantém, como “café”, “fiancée”,
“resumé”, dentre outras. O que facilita a sua ortografia.

Em termos de origem, tanto o inglês (língua germânica) quanto o português (língua latina) pertencem ao mesmo ramo: o das línguas indo-européias, e essas línguas eram “similares” até antes de 500 a.C..

A partir daí ocorreram mudanças entre elas, sendo que uma dessas mudanças diz respeito ao modelo de acentuação no nível das palavras, ou seja, foi havendo variações na língua até que ela se tornasse o que é atualmente (no nosso português isso também aconteceu e acontece até hoje, inclusive. Somos fortemente influenciados pelos estrangeirismos, por novas palavras (gírias), agora temos o novo acordo ortográfico,…).

Num trecho retirado da Wikipédia, do artigo de línguas germânicas:

“As maiores mudanças que produziram a diferenciação do proto-germânico em relação ao proto-indo-europeu se completaram por volta de 500 a.C. Fonologicamente consiste em: desmembramento em várias vogais; mudanças no modelo de acentuação no nível das palavras e reduções e perdas em sílabas não tônicas. O primeiro desmembramento do som afetou todas as oclusivas sonoras e surdas do proto-indo-europeu.

A outra grande mudança fonológica é denominada segundo desmembramento do som e teve lugar posteriormente, consistindo na variação que sofreram várias consoantes indo-européias nas línguas germânicas.
Por exemplo, a consoante d se converteu em t (latim duo, inglês two), k ou c passou a h (latim collis, inglês hill), um t em th (latim tonitus, inglês thunder), um p em f (piscis/fish), e um g em k ou c (ager/acre). Esta característica foi descrita em detalhe no século XIX pelo filólogo alemão Jacob Grimm (mais conhecido por ser o autor, junto com seu irmão Wilhelm, dos famosos contos dos irmãos Grimm).”

Fontes: várias

__,_._,___
Please follow and like us:
error