Propõem português no ensino e ortografia reintegrada para o galego-português da Estremadura espanhola

Os autores da proposta acham que qualquer política lingüística a implementar no vale deve incluir a «introduçom do português no ensino como língua estrangeira obrigatória».

Fonte: Propõem português no ensino e ortografia reintegrada para o galego-português da Estremadura espanhola

Bueda nice ou ganda fail? Os jovens mudam a língua e sabem o que estão a fazer – Observador

Pode parecer que fazem um mau uso da língua mas, na verdade, os jovens sabem muito bem o que estão a fazer quando usam expressões novas, inventam palavras ou as cortam pela metade.

Fonte: Bueda nice ou ganda fail? Os jovens mudam a língua e sabem o que estão a fazer – Observador

Contra académicos, PR ratifica acordo que exclui português do regime da patente europeia

Ribeiro e Castro está “desapontado” com Cavaco Silva que ratificou o Acordo Relativo ao Tribunal de Unificado de Patentes: “Precisamos de um PR que defenda melhor os interesses de Portugal”.

Fonte: Contra académicos, PR ratifica acordo que exclui português do regime da patente europeia

UE recruta tradutores de português com salário base superior a 4 mil euros | Económico

As instituições da União Europeia estão a recrutar tradutores cuja língua materna é o português para exercer funções, em permanência, em Bruxelas ou no Luxemburgo.

Fonte: UE recruta tradutores de português com salário base superior a 4 mil euros | Económico

Académicos lançam petição contra exclusão do português no regime da patente europeia – PÚBLICO

Ribeiro e Castro espera que Cavaco Silva não assine o diploma e que o tema entre nas presidenciais de 2016, para permitir um debate sobre o assunto.

Fonte: Académicos lançam petição contra exclusão do português no regime da patente europeia – PÚBLICO

Mercado comum da língua portuguesa

Quarta, 05 Agosto 2015 00:01

Mercado comum da língua portuguesa

  •  https://portogente.com.br/noticias/dia-a-dia/mercado-comum-da-lingua-portuguesa-86956

      

A realização em Lisboa, em junho, do primeiro fórum organizado pela União dos Exportadores da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) marcou o nascimento de um mercado comum que, apesar de todas as dificuldades que se apresentam para viabilizá-lo, surge como o terceiro maior bloco mundial econômico, levando-se em conta o Produto Interno Bruto (PIB) de cada parceiro, a população e número de consumidores. Basta ver que o bloco representa um PIB agregado superior a US$ 2,5 bilhões e mais de um milhão de empresas. A informação destacada é do presidente da Fiorde Logística Internacional, Milton Lourenço.

Segundo ele, além dos mercados internos, é de se levar em conta as diferentes regiões econômicas que estão associadas aos nove países-membros da CPLP (Brasil, Portugal, Moçambique, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Guiné Equatorial e Timor-Leste), num total de 86 nações, o que equivale a um universo superior a 260 milhões de consumidores para um mercado potencial de 1,8 bilhão de habitantes, o que se traduz em número impensável de negócios.

Lourenço, como bom empresário, observa:

“Esse mercado já existia em potencial, mas faltava um organismo que pudesse viabilizar, estimular e promover esse intercâmbio. E, ao que parece, esse será o papel da União dos Exportadores e da Confederação Empresarial da CPLP, que nasceram depois da primeira reunião de chefes de Estado realizada, em 2014, em Díli, capital do Timor-Leste. Em função desses esforços, acaba de ser constituída oficialmente a União de Bancos, Seguradoras e Instituições Financeiras da CPLP (UBSIF-CPLP), que representa um passo decisivo para a cooperação financeira entre as nações do bloco.”

O dirigente informa que o fórum realizado permitiu que mais de 1.500 homens de negócios pudessem conhecer a situação empresarial de cada país, suas carências, seu sistema financeiro e jurídico e outras peculiaridades. “Além disso, conheceram também os instrumentos que a CPLP criou para ajudá-los a fazer negócios, como, por exemplo, a marca CPLP.”

Ele lembra que, sessa maneira, o sonho de José Aparecido de Oliveira (1929-2007), idealizador e fundador da CPLP à época em que comandava a Embaixada do Brasil em Lisboa entre 1992 e 1994, começa a se tornar realidade.

Expresso | Milhões de pessoas no mundo já conversam, riem e amam assim e em conformidade com o AO1990

É a linguagem que mais depressa cresce em todo o mundo e até já há livros traduzidos em emoji. Não percebe nada disto? Então o melhor é ler este artigo, que nos deu uma trabalheira a fazer

Fonte: Expresso | Milhões de pessoas no mundo já conversam, riem e amam assim

Nove países, quatro continentes e uma só língua no Instagram: o português |

Projeto patrocinado pelo IRB Brasil RE irá gerar um documentário internacional, exposição e livro com as 100 fotos escolhidas por curadores   A partir da próxima segunda-feira, dia 27 de julho

Fonte: Nove países, quatro continentes e uma só língua no Instagram: o português | Segs.com.br-Portal Nacional|Clipp Noticias para Seguros|Saude

20 estudantes macaenses do ensino secundárioaprendem português nos politécnicos portugueses

Protocolo entre a ADISPOR e a Direção dos Serviços de Educação e Juventude, do Governo de Macau permite curso intensivo em língua e cultura portuguesas para estudantes macaenses aprenderem português nos politécnicos portugueses.

Fonte: 20 estudantes macaenses do ensino secundárioaprendem português nos politécnicos portugueses

The World’s Most Spoken Languages And Where They Are Spoken | IFLScience

This beautifully illustrated infographic (above), designed by South China Morning Post’s graphics director Alberto Lucas Lopéz, shows the most spoken known languages in the world and where they’re spoken by the 6.3 billion people included in the study. Based on records collated from the database Ethnologue, the infographic illustrates the wide-ranging facts and figures of the world’s living languages catalogued since 1951.

Fonte: The World’s Most Spoken Languages And Where They Are Spoken | IFLScience